• Facebook
  • Twitter
  • White Instagram Icon

CNPJ 13.676.025/0001-51

Initia Via Editora Ltda. ©2011-2020 

Trabalho, cuidado e política

R$ 1,00Preço

Trabalho, cuidado e política: dimensões do agir de mulheres e pessoas LGBTI + sobre o mundo

 

Anais do III Congresso de Diversidade Sexual e de Gênero, volume 4

 

por Flávio Malta Fleury, Pedro Augusto Gravatá Nicoli e Wanessa Susan de Oliveira Rodarte (org.)

 

1ª edição. Belo Horizonte: Initia Via, 2019, 310p.

ISBN: 978-85-9547-070-5

DOI: 10.17931/95470705

  • Estes anais, intitulados “Trabalho, Cuidado e Política: dimensões do agir de mulheres e pessoas LGBTI+ sobre o mundo”, condensam parte das pesquisas, das reflexões, dos anseios, dos questionamentos, das esperanças, dos medos, das preocupações, das angústias e dos sonhos compartilhados por discentes de graduação e pós-graduação, docentes e ativistas que, em um momento de particular dificuldade na luta por direitos de mulheres e de pessoas LGBT+, não se deixaram abater pela vitória, nas urnas brasileiras, do discurso de ódio e da violência e ousaram, de forma corajosa, participar do III Congresso de Diversidade Sexual e de Gênero, em Ouro Preto entre os dias 31 de outubro e 3 de novembro de 2018.

    Os artigos que compõem estes anais revelam a preocupação de cada uma de suas autoras e de cada um de seus atores com o enfrentamento às discriminações e às violências enfrentadas por mulheres e pessoas LGBTI+, cotidianamente, em suas casas, nas ruas, em repartições públicas e em seus ambientes de trabalho. Evidenciam, também, o compromisso das autoras e dos autores com a valorização social, com a proteção política e com o reconhecimento jurídico das vivências e das resistências dessas pessoas.

    Como diferentes temáticas são trabalhadas nos artigos destes anais, optamos por dividí-los em quatro partes. A primeira parte apresenta artigos que tratam da temática do trabalho de cuidado, sua desvalorização social e a responsabilização das mulheres pelo seu desempenho. A segunda parte apresenta artigos que introduzem a temática da participação das mulheres na política, problematizando as políticas públicas existentes no Brasil para fomentar, estimular e possibilitar uma maior participação feminina no cenário político institucional. A terceira parte apresenta artigos que abordam a temática dos impasses e dificuldades envolvidos nos processos de solicitação e obtenção de refúgio por parte de pessoas LGBTI+, bem como a temática das políticas públicas pensadas e implementadas para população LGBTI+. A quarta e última parte apresenta artigos que debatem sobre questões de gênero e sexualidade no mundo do trabalho e a sua regulação por parte do direito do trabalho brasileiro.

    Convidamos todas e todos a lerem as importantes contribuições críticas e politicamente engajadas que se encontram presentes nestes anais e que se revelam, em nossa opinião, fundamentais para a compressão e para o desenvolvimento dos debates contemporâneos relacionados à diversidade sexual e de gênero! - A organização.

     

  • PARTE 1 – DE QUEM É A RESPONSABILIDADE PELO TRABALHO DE CUIDADO?

     

    CAPÍTULO 1

    A discussão internacional sobre a ética do cuidado: aportes teóricos para a compreensão do trabalho de cuidado como experiência concreta

    Cristiane dos Santos Silveira

    DOI: 10.17931/95470705/v5a01

     

    CAPÍTULO 2

    Girlfriend Experience: uma análise da prostituição feminina de luxo a partir do care

    Vitor Lopes Costa

    DOI: 10.17931/95470705/v5a02

     

    CAPÍTULO 3

    A mulher na política brasileira: a perpetuação do papel de cuidar

    Sabrina Carozzi Bandeira

    DOI: 10.17931/95470705/v5a03

     

    CAPÍTULO 4

    Meninas cuidam e meninos lutam: uma análise sobre a responsabilização pelo cuidado na animação Steven Universe

    Gabrielle dos Santos Marques

    DOI: 10.17931/95470705/v5a04

     

    PARTE 2 – MULHERES NA POLÍTICA E A POLÍTICA POR MULHERES

     

    CAPÍTULO 5

    Representatividade em Nancy Fraser e presença das mulheres na Câmara dos Deputados do Brasil: considerações a partir da Lei n. 12.034/2009

    Jessica Holl

    DOI: 10.17931/95470705/v5a05

     

    CAPÍTULO 6

    A construção jurídica e a luta política pelo sufrágio feminino no Brasil: retrospectiva histórica de 1850 até 1932

    Júlia Melo Fonseca e Júlia Péret Tasende Társia

    DOI: 10.17931/95470705/v5a06

     

    CAPÍTULO 7

    O sistema eleitoral de lista fechada e a garantia de representatividade feminina

    Juliana de Freitas Dornelas

    DOI: 10.17931/95470705/v5a07

     

    CAPÍTULO 8

    A resistência feminista na participação política

    Damires Rinarlly Oliveira Pinto, Rafaela Vieira Ozava e Waidd Francis de Oliveira

    DOI: 10.17931/95470705/v5a08

     

    CAPÍTULO 9

    A discrepância entre homens e mulheres na política brasileira: a luta pela igualdade de gênero

    Maria Clara Peixoto Batista e Lohany Dutra Amorim

    DOI: 10.17931/95470705/v5a09

     

    PARTE 3 – REFÚGIO E POLÍTICAS PÚBLICAS PARA PESSOAS LGBTI+

     

    CAPÍTULO 10

    Os problemas de gênero e sexualidade na questão do refúgio identificações, dissidências e elegibilidade

    Ricardo Prata Filho

    DOI: 10.17931/95470705/v5a10

     

    CAPÍTULO 11

    Construindo direitos na Rede De Cidades Arco-Íris: as políticas públicas voltadas para a população LGBT na cidade de São Paulo

    Pedro Barbabela e Letícia do Carmo

    DOI: 10.17931/95470705/v5a11

     

    CAPÍTULO 12

    Refugiados e solicitantes de refúgio LGBTI angolanos no Rio de Janeiro

    Adriana Fernandes Basilio e Luma Freitas Lessa

    DOI: 10.17931/95470705/v5a12

     

    PARTE 4 – DISSIDÊNCIAS SEXUAIS E DE GÊNERO NO MUNDO DO TRABALHO

     

    CAPÍTULO 13

    Colonialidade de gênero no direito do trabalho: patriarcalismo nas normas brasileiras relativas ao labor da mulher

    Tainá Dias Couto e Flávia Souza Máximo Pereira

    DOI: 10.17931/95470705/v5a13

     

    CAPÍTULO 14

    Mulheres em cargos de comando: a sociedade aprova?

    Lucimara Moreira e Raquel Quirino

    DOI: 10.17931/95470705/v5a14

     

    CAPÍTULO 15

    Por que se resiste à resistência? Notas sobre sexismo, racismo e lgbtfobia no sindicalismo a partir da perspectiva de “fura-greves”

    Flávio Malta Fleury e Pedro Augusto Gravatá Nicoli

    DOI: 10.17931/95470705/v5a15

     

    CAPÍTULO 16

    A licença maternidade à luz das famílias homoafetivas

    Gisele Fernandes Machado e Lohany Dutra Amorim

    DOI: 10.17931/95470705/v5a16

     

    CAPÍTULO 17

    Putíssima Trindade: a regulamentação da prostituição como medida protecional das trabalhadoras sexuais no Brasil

    Larissa do Vale Teixeira, Júlia Gontijo Lacerda e Gustavo Seferian Scheffer Machado

    DOI: 10.17931/95470705/v5a17